Leitura › Citações
31/08/2017 - A HISTÓRIA DA MINHA VIDA, P. 12
Ó Senhor, olha para baixo de novo, quando estes pacotes forem colocados sobre os corpos enfermos em comemoração a Tua Palavra vivente. E que a enfermidade se assuste, olhe através do Sangue do Teu Filho, Jesus, o Qual morreu para esta expiação. E que o inimigo se assuste e que se afaste, para que este povo possa entrar na promessa,  pois acima de todas as coisas, este  é o Teu desejo que prosperemos em saúde. Concede-o Pai, porque nós o enviamos com essa -- com essa atitude em nosso coração. E esse é nosso objetivo. Nós o enviamos em Nome de Jesus Cristo. Amém. Obrigado, Irmão Glover. Obrigado, senhor.
A HISTÓRIA DA MINHA VIDA, P. 7
Agora, se você não têm um lenço que queria enviar, bem, então escreva mesmo assim. Se você não necessita dele no momento, guarde-o no Livro de Atos, na Bíblia, no capítulo 19. E será um tipo de uma fitinha branca que lhe será enviada, e as instruções como confessar seus pecados primeiro. E (obrigado) como confessar seus pecados... Você não deve nunca tentar receber nada de Deus sem primeiro estar certo com Deus. Está vendo? E então nisso você está instruído nisto para chamar seus vizinhos e o seu pastor. Se você tem algo em seu coração contra alguém, vá acertar isso primeiro, e volte. E então ore, tenha um culto de oração em seu lar, e prenda este lenço com alfinete na sua roupa de baixo, então creia em Deus. E naquelas mesmas três horas, cada dia, haverá gente no mundo todo orando, uma corrente ao redor do mundo. 
29/08/2017 REDENÇÃO PELO PODER, P. 101
Este é o problema da Igreja hoje, morre de medo de você cometer uma falha. Como pode falhar quando você está em Cristo? Você não pode falhar. Você tem Vida eterna. Todos os demônios do inferno não podem abalar você. Você tem Vida eterna. Assim disse Jesus. Então não tenha medo de falhar.
28/08/2017 O ÚNICO LUGAR PROVIDO POR DEUS PARA ADORAÇÃO, P. 32
Sublime graça, quão doce é! Não há maneira de poder explicar o que aquilo é. Tomem minha palavra se crêem em mim. Estejam seguros de chegar. Queime cada ponte do mundo detrás de você. Eu creio que a igreja está começando a ouvir a Mensagem está começando a entender. Porém, amigos, escutem: Temos que permanecer na presença do Sol. Temos que ser amadurecidos. Nossa fé ainda não é madura. Estamos escutando a Mensagem que Deus nos tem dado numa forma intelectual; estamos vendo os sinais que Ele nos tem mostrado, provando-os pela Bíblia; porém, como faz falta à igreja permanecer em Sua presença até que possa ser impregnada, e se torne terna e dócil no Espírito! Às vezes, ao falar a Mensagem, a gente tem que ser duro, e tem que forçá-la; pois tem que se dobrar o cravo pra que fique bem colocado. Porém uma vez que a igreja o entenda, e os eleitos sejam chamados e separados, e se encontrem na presença de Deus, então sei que serão semelhantes àquela gente quando ocorrer o Rapto.
15/10/16 - DESESPEROS - 128 A 131
Olhem, se Florence Nightingale...A bisneta da falecida Florence Nightingale que fundou a Cruz Vermelha. Você já viu sua foto no livro, pesava cerca de trinta libras [Aprox. 13 kg - Trad.]. O câncer a havia comido. Em Londres, Inglaterra; eles a trouxeram da África, para Londres, Inglaterra. E ali em desespero...O Irmão Bosworth escreveu e lhe disse, disse: “Nós não podemos ir à África.”

   Ela respondeu, pediu para a enfermeira escrever e disse: “Não posso ser removida. Não posso fazê-lo.”
    Mostrou a foto. Vocês têm visto a foto. Somente tivemos que colocar um pequeno pedaço de cobertura sobre ela. Ela simplesmente tinha um pequeno tecido ao redor. Eu pensei que talvez alguém, colocado no livro, poderia criticar porque ela estava...seu corpo estava tão exposto ali, que...e colocamos uma coisinha sobre ela aqui. Ela simplesmente tinha um - um pequeno traço, toalha ao redor, ao redor de seus quadris. Porém em cima, não havia nada. E até...Porém pensamos que colocaríamos um pedacinho de papel ali e fotografaríamos o...fotografaríamos aquilo. Evitaria que pessoas que não alcançaram o tipo certo de posição em suas maneiras de pensar, que elas não me criticassem por colocar aquela foto no jornal.

  E então quando o doutor disse que ela não podia ser removida, e ela soube que eu ia visitar a Inglaterra, ela fez com que eles a pusessem numa maca, e a enviassem a um avião, e a trouxessem para Londres, Inglaterra, e enviou um guarda ao avião antes de descer ao Palácio de Buckingham, enviou um guarda ali para vir orar por ela. E ela estava tão decaída que não podia nem mesmo falar comigo. Eles tiveram de levantar suas mãos para colocá-las nas minhas.

    Vocês sabem como é Londres, alguns de vocês soldados que estiveram lá. E sempre tão nebuloso. E eu me ajoelhei ali ao lado de uma janela, e ela...
    As lágrimas estavam correndo. Ela queria...Eu não sei como ela até mesmo conseguiu suficiente umidade para que as lágrimas viessem. Era apenas ossos, pelo sobre eles; e suas - suas pernas aqui em cima nos quadris não tinham mais que, me pareceu, como que duas polegadas [Aprox. 5 cm - Trad.] de espessura, ou três polegadas [8 cm - Trad.]. Suas veias estavam arruinadas. Como ela estava vivendo, eu não sei. Vocês viram sua foto depois.

   Eu me ajoelhei ao lado da cama. Agora, ela estava desesperada; quer eu pudesse vir ou não, eles a trariam, de qualquer maneira. E me ajoelhei ali, meu coração estava sangrando dentro de mim, da fé daquela pobre, pequena, criatura moribunda, e eu orei de todo o meu coração. E enquanto eu começava a orar, pequena rola veio, voou na janela, começou a andar para lá e para cá, arrulhando. Eu pensei que ela fosse de estimação. Eu nunca tinha estado na Inglaterra senão por volta de uma hora, simplesmente vindo do aeroporto diretamente para lá. E eu pensei que ela fosse de estimação. E quando me levantei, e disse: “Amém,” ela se foi.
    E eu comecei a perguntar aos irmãos, se eles tinham ouvido aquela pomba. E eles estavam falando sobre ela, e quando comecei a dizer: “Vocês viram, o que significa aquela pomba...” Isto veio: “ASSIM DIZ O SENHOR, você viverá e não morrerá.”
    E ela está vivendo hoje. Por quê? Desespero. O desespero levou aquela mulher a tomar uma posição, viver ou morrer. O desespero preparou para que ela chegasse ali ao mesmo tempo que eu. E um sinal de Deus, Ele enviou uma pomba, para dar o ASSIM DIZ O SENHOR. Desespero!

 
14/10/16 - DESESPEROS - 127
Deus, nestes últimos dias, tem manifestado a Si mesmo para nós, por Seus grandes sinais e poder, deveria nos fazer desesperados. Correto. E Seu desejo de nos curar e nos salvar, deveria lançar todos em desespero para chegar àquela Pedra de cura. Correto.

 
13/10/16 - DESESPEROS - 121 E 122
Agora, vocês, cristãos nesta noite, vocês estão cumprindo o dever, tratando de seguir a liderança do Espírito Santo; e um câncer o apanha, ou uma - uma morte apanha, um câncer, tuberculose, seja o que for. No cumprimento do dever, você tem o mesmo direito que Pedro teve.
    “Senhor, salva-me, ou perecerei.” Em desespero ele clamou, e uma mão o alcançou e o pegou. Você tem a mesma coisa. Porém ele gritou: “Salva-me, Senhor”
    Ele ouviu o meu clamor desesperado,
    Das águas me tirou, agora salvo sou. Estão vendo?

   É isto, quando você clama!

 
12/10/16 - DESESPEROS - 116 A 119
     O cego Bartimeu pensou que Jesus ia passar por ele, assentado ali fora no portão, cego, mendigando esmolas. Antes de mais nada fica-se sabendo que, ele ouviu um barulho; Jesus estava passando. Ele disse: “Quem passa?” Alguém o empurrou. Ele disse: “Por favor, alguém me diga, quem está passando?”
    Um deles, bem, talvez uma espécie de pequena discípula, lhe disse, disse: “Senhor, não sabes quem está passando?”
    “Não. Eu ouço alguns deles dizer: ‘Existe um cemitério todo cheio de mortos aqui em cima. Se ressuscitas os mortos, vai ressuscitá-los.’ É uma blasfemador ou alguém assim?”
    “Não. Tem você ouvido dizer daquele Profeta da Galiléia, aquele jovem Profeta chamado Jesus de Nazaré?”
    “Não.”
    “Bem, você sabe, na Bíblia diz em nossos pergaminhos que o Filho de Davi será levantado para se assentar sobre isto. Este é Ele.”
    “Este é Ele? Este é Ele, e Ele está passando?”
    O desespero o fez gritar: “Ó Jesus, Tu, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!”
            Salvador benigno, atende,
            Pois me queres bem!
            Vais abençoando a outros,
            Salva-me também.
            “Ó Jesus!”
    Alguns deles disseram: “Cale a boca! Você faz muito barulho.”  

 Mas ele estava desesperado. Se Ele passasse talvez ele nunca mais teria outra oportunidade. Nós talvez também não; esta pode ser a última noite. Desespero! Ele gritou: “Ó Jesus!” Não importava quem o mandasse parar, ele gritava do mesmo modo, um tanto mais alto. Quando lhe disseram para se calar, o fizeram gritar mais alto. Ele estava desesperado. Ninguém podia detê-lo. “Tu, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” E ele gritou em desespero.  

 E o Filho de Deus, com os pecados do mundo sobre Seus ombros, indo para Jerusalém para ser oferecido, bem naquela ocasião, em um sacrifício pelo mundo, parou em Suas pegadas. Desespero, um grito desesperador, parou o Filho de Deus. Disse: “O que queres que Eu faça por ti?” Oh!
    Disse: “Senhor, que eu receba minha visão.”
    Disse: “Segue teu caminho, tua fé te salva.”
    Aquilo foi suficiente. Desespero! Quando o desespero e para receber algo, o mais vago toque, a fé o agarra. Vêem? Ele não disse: “Agora, espere um minuto, espero um minuto, pare aí só um minuto, deixe-me ver se posso ver agora. Eu nunca vi minhas mãos, por muitos anos. Vejamos se posso vê-las. Ainda não vejo nada.” Quando Jesus disse: “Tua fé te tem salvado,” aquilo foi suficiente. Era tudo que ele queria.   

 O desespero demanda algo, e quando este algo, não importa quão vago isto seja, é recebido, crê-se certo então, porque a fé capta quando o desespero está pressionando. Vêem? O amor ali se mistura com ela e o traz a ela. O desespero faz isto.
    O cego Bartimeu alcançou a visão rapidamente.

 
11/10/16 - DESESPEROS - 102 A 115
SAUDAÇÕES IRMÃOS E AMIGOS, É UM TRECHO BEM LONGO, MAS CREMOS QUE O PODER AQUI DESCRITO É INFINITO, COLOCAMOS APENAS PARTE DOS PARAGRÁFOS DESCRITO NO TITULO, MAS VOCÊS PODEM LER NA INTEGRA NA MENSAGEM, EXCELENTE LEITURA A TODOS.

A mulher sunamita teve um garotinho sobre o qual o profeta tinha falado a Palavra do Senhor, embora ela fosse velha e seu esposo velho. Eles não tinham filhos, mas ela era amável a este - este profeta. E ela sabia que ele era um homem de Deus. Ela percebeu que ele era honroso, um verdadeiro homem. Ele entrou na casa, seu esposo não estava ali, e tudo mais. Ele era um homem santo. Eles podiam ver que ele era uma pessoa honrosa. Ela o tinha observado fazer sinais e maravilhas. Ela o tinha ouvido dizer coisas que aconteceram. Ele era um homem honroso, santo.

    Ela disse a seu esposo: “Eu percebo que este homem que hospeda-se conosco é um homem santo.” A dama da casa, ela sabia que ele era um homem santo. E ela construiu uma pequena casa ali fora para ele, assim ele não ficaria com vergonha. Ele poderia vir quando quisesse, e assim por diante. Ela colocou uma - uma pequena cama ali fora, e um - e um jarro d’água, e assim por diante, assim ele podia se lavar e ter algo para beber. E ela provavelmente enviara uma criada lá, ou alguém, o mordomo, com - com comida para alimentá-lo, e passava e o cumprimentava para o - o dia, ou algo assim.

  E então quando Elias viu esta gentileza que foi feita para ele. E está escrito: “O que fizerdes por Meus pequeninos, a Mim o fizestes.”...

Agora, agora Elias disse: “Vá e pergunte e ela, devo eu falar ao rei em prol dela? ... Ela disse: “Não, eu simplesmente habito entre meu povo. Estamos - estamos em boa situação financeira. Nós temos sustento, e é tudo. Não precisamos de nada.”

  E Geazi disse a ele: “Mas ela não tem filhos.”

   Logo que Geazi viu isto, não resta dúvidas que o profeta viu uma visão, pois ele disse: “ASSIM DIZ O SENHOR. Vá e lhe diga, que no tempo apropriado, ou no tempo próprio, daqui a um ano, ela abraçará um filho.”

E o filho nasceu.... E um dia ele estava fora colhendo trigo, com seu papai. Deve ter sido por volta do meio do dia, ele teve uma insolação, suponho, porque ele começou a gritar: “Minha cabeça.” Ele se tornou cada vez mais doente. Seu papai teve que levá-lo do campo, e era tamanha emergência ali, que ele enviou um servo, e o enviou.

    A mãe o segurou em seu colo até o meio-dia, e ele morreu.... Assim ela disse ao servo: “Sele-me um mula, e monte, e não pare. Se alguém tentar detê-lo, não diga uma palavra, e se dirija diretamente ao Monte Carmelo.... E Elias, o profeta, se levantou, olhou, e disse: “Aqui vem aquela sunamita,...Desespero caiu no profeta, desespero na mulher. Vêem, eles estavam vindo juntos; um querendo saber qual era a Palavra do Senhor, e o outro não sabia qual era a Palavra do Senhor. Aí está você. Um querendo saber, e o outro não sabia. A mulher queria saber, e o profeta não sabia. Disse: “Deus não me revelou. Eu não sei o que lhe dizer quando ela chegar aqui.”

    Assim ela estava quase lá então. Ele levantou sua mão, ele disse: “Está tudo bem contigo? Tudo bem com seu esposo? Está tudo bem com a criança?”

Agora, a mulher tinha alcançado o fim de seu desespero. Ela disse: “Tudo está bem!” Glória! “Tudo está bem!” Seu desespero havia acabado. Ela havia encontrado o servo do Senhor. Se ele não estivesse lá, ela ainda estaria em desespero. Porém, veja você, ele estava ali. Ela disse: “Tudo está bem!”

O profeta entrou. Agora ele está em desespero. Agora o que ele vai fazer? E encontramos na Bíblia que ele andou para lá e para cá, desesperado. “Eu não sei de mais nada o que fazer, Senhor. Aqui estou. Tu me dissestes para dizer aquilo para aquela mulher, e ASSIM DIZ O SENHOR. E foi exatamente como eu lhe disse, porque Tu me dissestes. Agora, ali está ela em dificuldade, e eu não sei o que fazer. Ali está um garoto morto. Que posso fazer, Senhor?”

    Não resta dúvidas que o Espírito Santo disse: “Se Deus está em você, então deite-se sobre o bebê.” A primeira coisa que se sabe que ele fez foi que ele parou, correu e pôs suas mãos sobre as mãos dele, seu nariz sobre o nariz dele, seus lábios sobre os lábios dele. E quando se deitou sobre ele, o bebê espirrou sete vezes. O desespero tinha acabado.

    O bebê ressuscitou, porque o desespero dirigiu a mulher ao profeta, e o desespero dirigiu o profeta ao bebê. E o desespero em ambos trouxe Deus em cena. Com o amor de Deus e o amor por seu povo, trouxe o amor de Deus, e lançou fé para a frente da batalha, e a obra foi feita. Caso concluído. Amém! É isto. O desespero faz isto. Certamente! Ela não ia partir.
10/10/16 - DESESPEROS - 98 A 101
Ana, uma mulher estéril na Bíblia, ela queria um filho, e ela jejuava para consegui-lo. E ela jejuou e orou até que o próprio sacerdote no templo pensou que ela estava bêbada. Ela estava em tal desespero! Com o resto das mulheres observando que tipo de gorro a outra tinha usado; e vocês sabem como é; e a outra olhando que tipo de roupas elas tinham, e falando sobre as coisas que estavam acontecendo na fazenda. Mas Ana não; ela atravessou a multidão e foi ao altar. Ela tinha estado jejuando. Ela queria que seu opróbrio fosse tirado.
    Quão diferente é hoje. É quase um opróbrio ter um filho. Naquele tempo era - era um opróbrio não ter um.
    E ela se pôs de joelhos. E ela nem notou a dignidade do templo. Ela nem notou o sacerdote digno enquanto ele saía. Ela estava em tamanha angústia que as lágrimas estavam rolando por suas faces, e ela estava chorando, em desespero: “Ó Senhor Deus, dá-me um filho. Dá-me um filho!”

  E notem, ela não era egoísta. Quando Deus a ouviu, e respondeu sua oração e lhe deu um filho, ela o devolveu a Deus. E porque ela estava disposta a não ser egoísta depois que Deus respondeu sua oração, Ele lhe deu um profeta. Oh, aquela foi uma bênção extra. Oh, Ele está simplesmente cheio delas, estas pequenas coisas extras que Ele dá. Não somente um filho, mas um profeta. E não havia acontecido nenhuma visão manifesta por muitos, muitos anos, em Israel. Samuel, o primeiro profeta, por muitos, muitos anos, porque uma mãe se desesperou; que não podia ter filhos, e ela já tinha passado da idade de dar à luz, provavelmente sessenta anos de idade. E ela orou com desespero, ela tinha de ter este filho! O que foi isto? Deus lhe havia falado, não resta dúvida.

    Você não pode se desesperar até que Deus lhe fale. Oh, Igreja, ressuscite e sacuda-se! Belisque sua consciência, desperte-se nesta hora! Devemos nos despertar ou pereceremos! Haverá algo que virá do Senhor! Eu sei disso como sendo o ASSIM DIZ O SENHOR. Está vindo algo, e é melhor nos desesperar. É entre a Vida e a morte. Passará por nós e não o veremos.

  Porque ela não era egoísta, a ela foi dado um profeta.

 
09/10/16 - DESESPEROS - 97
Jonas, lançado ao mar no tempo de uma tempestade, no fundo do mar, na barriga da baleia. Todas as esperanças de sobreviver tinham acabado. Porém aconteceu de vir em sua mente que Salomão, na dedicação do templo, disse: “Senhor, se o povo estiver em dificuldades em qualquer lugar, e se virar em direção a este templo e orar, então ouve.” E se virando na barriga da baleia, manobrou para se ajoelhar, eu imagino, com vômito da baleia sobre ele todo.
 Ali ele orou em desespero. E nisto, desesperado; somente uns poucos fôlegos de oxigênio era tudo que ele tinha na barriga da baleia. E naqueles poucos fôlegos que ele estava puxando, talvez ele não sabia para que direção ele estava, e disse: “Senhor, eu creio que estou olhando para cima em direção a Teu templo.” E com somente uns poucos fôlegos para seguir, em desespero, orou, sob aquelas circunstâncias. Nunca havia feito antes, mas ele estava desesperado. Ele orou, e Deus o manteve vivo por três dias e noites, e o libertou no lugar para entregar sua mensagem. Desespero!
08/10/16 - DESESPEROS - 93 A 96
Eliézer entrou em desespero quando uma responsabilidade foi posta sobre ele para procurar uma noiva para Isaque. Eliézer de Damasco era um grande homem. Ele era estimado por Abraão, e Abraão confiava nele para sair e procurar uma noiva, um tipo certo de noiva, para seu filho. Através disto geraria Cristo.

Agora, Eliézer, sendo um homem espiritual, sabia o que significava. A classe certa de mulher tinha de ser aquela - a esposa daquele homem. E como ele a escolheria? Na hora de seu desespero, quando ele chegou na cidade, ele orou e disse: “Senhor Deus!” Está é a coisa. Quando você entra em desespero, vá orar. “Senhor Deus, permite que a primeira donzela que vier e der água aos camelos, e me der um gole, seja aquela.” Ele orou na hora de seu desespero.

Rebeca, a bonita donzela, veio, deu água aos camelos. E então ele disse: “Não me tardeis em meu caminho.” Ela teve de vir a um tempo de decisão se ela iria. Ela era um tipo da Noiva. Iria ela - iria ela e se casaria com um homem a quem nunca tinha visto? Agora, esta é uma grande coisa. Nunca nem mesmo o viu, porém ela tinha apenas ouvido por seu servo.

 Esse é um tipo da Noiva. Vocês nunca viram Cristo. Mas vocês ouvem, por Seus servos, o que Ele é. Vocês vendem tudo, deixam seus lares, tudo mais que seja necessário, para ir encontrá-Lo. Agora notem, e ela fez a decisão, um tipo da Noiva, deixou seu lar denominacional, vejam, para ir.
07/10/16 - DESESPEROS - 90
Jacó permaneceu ali até que a bênção veio, e mudou seu nome de “um enganador” para “um príncipe com Deus.” Até mesmo a nação foi chamada por seu nome. Sim, Senhor! O que foi isto? Os resultados foram porque ele ficou desesperado acerca da coisa. E no outro dia quando ele encontrou Esaú, ele não necessitou de nenhuma escolta. Ele caminhou em linha reta e se encontrou com ele. Estão vendo? Por quê? Ele tinha entrado em desespero até que obteve a segurança.
    E você, entre em desespero até obter a segurança. Se não entrar, nem mesmo venha para receber oração. Nem mesmo venha para ir ao altar. Espere até que isto esteja entre a vida e a morte, para você, então algo acontecerá. Certamente, desespero!

 
06/10/16 - DESESPEROS - 85
Pode haver homens e mulheres assentados aqui esta noite, que está, a morte está bem na frente de vocês. E a única maneira pela qual você alguma vez estará apto a alcançar a coisa que você está querendo, é vir desesperadamente. “Eu tenho de ter isto, esta noite. Ou eu o consigo agora, ou estou arruinado. Amanhã é muito tarde. Tenho de tê-lo agora!”
    Quando você ora pelo batismo do Espírito Santo, o Sinal, não diga: “Bem, agora eu subirei e tentarei. Senhor, eu, eu estou um pouco cansado.” Oh, misericórdia, permaneça em seu assento! Nem mesmo - nem mesmo faça uma tentativa. Se você vem, diz: “Eu passarei na fila de oração; porei o óleo em minha cabeça, e verei se me fará algum bem,” melhor é que permaneça onde está. Até que você chegue àquele lugar, até que a igreja inteira chegue a um lugar, que esteja entre a vida e a morte, você tem de ter Isto agora ou perecerá, então Deus entrará em cena. Necessita-se de desespero para trazer Deus à cena.